App Necton Investimentos App Necton Investimentos
Mostrar menu
O que são debêntures? Tudo o que você precisa saber sobre elas!

19 de junho de 2021

Quando se fala em investir em empresas, é normal associar o termo ao investimento em ações, mas essa não é a única possibilidade, sabia? Ao descobrir o que são debêntures, você conhecerá outra oportunidade de fazer investimentos vinculados a negócios.

Porém, antes de alocar seus recursos, é preciso entender esses títulos. Afinal, o melhor modo de colocar sua estratégia em prática é com conhecimento sobre as alternativas disponíveis no mercado. Logo, vale a pena explorar as características das debêntures.

Pensando nisso, a Necton preparou um artigo completo para você não ter mais dúvidas sobre esses investimentos. Acompanhe a leitura!

O que são debêntures?

A renda fixa conta com uma subdivisão que é conhecida como crédito privado. É nessa classificação que estão as debêntures. Elas correspondem a títulos de dívida que são emitidos por empresas públicas e privadas, com o objetivo de captar recursos.

Assim, os títulos surgem como alternativa às linhas de crédito tradicionais, como empréstimos. Afinal, eles permitem receber recursos de investidores em troca do pagamento de uma rentabilidade acordada.

Como funciona esse investimento?

Para entender melhor como funciona esse investimento, primeiro vale entender como funciona a rentabilidade. Existem três tipos de títulos, veja só:

  • prefixado: é definido por uma taxa de juros conhecida antes da aplicação;
  • pós-fixado: rende segundo a variação de um indicador financeiro, como o certificado de depósito interbancário (CDI);
  • pós-fixado: é composto por uma taxa prefixada mais o retorno de um indicador, como o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

O prazo varia com cada debênture, mas costuma ser superior a 5 anos. Desse modo, a empresa consegue utilizar os recursos para executar os projetos previstos e tem tempo hábil para arcar com suas obrigações.

Como é feita a emissão de debêntures?

Talvez você esteja se perguntando como esses títulos são emitidos. A resposta para essa questão envolve o conselho administrativo da empresa. Antes que as debêntures cheguem ao mercado, a alta direção da empresa aprova a quantidade a ser emitida, o valor esperado na captação e as condições ofertadas.

O processo também passa pelo registro na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), no caso das ofertas públicas de distribuição das debêntures. O objetivo é proporcionar mais segurança às partes com títulos totalmente regularizados.

Quais são os tipos de debêntures?

Embora toda debênture funcione de um jeito semelhante, há uma divisão em tipos, de acordo com características específicas do funcionamento. Nas debêntures simples, por exemplo, o pagamento do rendimento é feito apenas em dinheiro.

Já as debêntures conversíveis recebem esse nome porque podem ser convertidas em ações da empresa emissora do título de crédito. Então, o pagamento do rendimento pode ser feito com os ativos, se for o caso.

Ainda, existem debêntures permutáveis, que também são conversíveis em ações. Nesse caso, a diferença é que o retorno pode ser convertido em ações de outras empresas, e não da emissora dos títulos.

As debêntures incentivadas, por sua vez, são ligadas a empreendimentos de infraestrutura, o que leva a uma concessão de benefício fiscal. Desse modo, são alternativas de investimentos isentos de Imposto de Renda. Interessante, não é mesmo?

Como é a tributação das debêntures?

Por falar em tributos, é necessário ficar atento à cobrança nesse tipo de investimento. A tributação acontece pela tabela regressiva de Imposto de Renda (IR). 

Ela funciona de acordo com o tempo de aplicação, da seguinte forma:

  • até 180 dias: 22,5%;
  • de 181 a 360 dias: 20%;
  • de 361 a 720 dias: 17,5%;
  • acima de 720 dias: 15%.

O imposto será cobrado sobre o rendimento obtido e é descontado diretamente na fonte quando você resgata o investimento. A exceção fica para as debêntures incentivadas, que são isentas de IR, conforme visto.

Quais são as vantagens das debêntures?

Ao aprender sobre debêntures, é interessante saber quais vantagens elas podem oferecer. Um dos principais pontos positivos é que, embora sejam de renda fixa, elas apresentam potencial maior de rentabilidade.

Como fazem parte do crédito privado, estão entre os investimentos ligados a empresas de diversos tamanhos e setores. Desse modo, o risco tende a ser maior, mas isso se reflete diretamente no potencial de ganhos.

Os títulos ainda podem ser formas de apoiar o crescimento de empresas. Isso porque o investimento pode afetar o desenvolvimento de um setor do mercado, por exemplo.

Ademais, o investimento em debêntures ajuda a diversificar a carteira. Por meio dessa estratégia, você tem a chance de diluir os riscos do portfólio e aumentar o potencial de rendimentos.

Quais são os riscos de investir em debêntures?

Se o objetivo é tomar uma decisão informada, também é importante conhecer os riscos das debêntures. O risco de crédito é o principal, já que envolve a possibilidade de a emissora não conseguir pagar os investidores conforme o que foi acordado.

Ao contrário de outros investimentos da renda fixa, as debêntures não têm cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Porém, existem alternativas para reduzir os riscos envolvidos, como as debêntures com garantias.

Assim, em caso de dificuldades no pagamento, as garantias são usadas para a remuneração dos investidores. Além disso, antes de investir também é possível fazer uma análise sobre o negócio visando entender o seu nível de risco. 

 

Identificar o rating (ou nota) do emissor também ajuda a mitigar os perigos envolvidos. Essa informação pode ser obtida por meio das agências de classificação de risco.

A outra questão é o risco de liquidez. A maioria das debêntures não permite fazer o resgate antecipado, o que requer esperar o vencimento. Porém, existe a chance de vendê-las no mercado secundário.

Nesse caso, fique de olho porque a venda antecipada leva ao risco de mercado. Isso significa que você estará sujeito às condições do mercado na negociação, o que pode trazer prejuízos. 

Quando o investimento em debêntures vale a pena?

Depois de conhecer todos os pontos sobre as debêntures, chegou o momento de definir se é interessante realizar o investimento. Você tem essa dúvida? A verdade é que a resposta depende de questões individuais que precisam ser consideradas.

Você deve identificar seu perfil de investidor e pensar em seus objetivos financeiros. Lembre-se de que a liquidez das debêntures é menor e que os riscos tendem a ser mais elevados. Caso entenda que a alternativa se alinha à sua estratégia, acesse a plataforma para analisar os títulos disponíveis.

Observe todas as características, como nível de risco, retorno e prazo ofertados. Assim, você terá condições de fazer uma escolha informada para compor a sua carteira de maneira estratégica, combinado?

Agora você sabe o que são debêntures, as suas características e como funciona esse tipo de investimento. Portanto, avalie se a alternativa faz sentido para seu perfil e objetivos para tomar decisões mais acertadas para a sua carteira!

Aproveite diversas oportunidades de investimento que o mercado pode oferecer. Abra sua conta na Necton e conheça as alternativas disponíveis em nossa plataforma!